terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Reaproveitando Uma Porta - 04

 Algumas pessoas da minha família implicaram...
Outras acharam estranho...
Outras me acham estranha...
Qual o Problema da minha Porta ser Vermelha?
Ela cansou de ser Bege...




Gente ainda falta muito...
Lixar...Lixar...
Mais demãos de Tinta Vermelha.
Mas está ficando linda . . .
Até a maçaneta eu quero vermelha.


Pra vocês uns dos melhores escritores da nova geração.
Um homem que lê a alma.

EU JÁ SABIA

Arte de Wilfredo Lam

Teremos sempre gente nos julgando.

Os vizinhos, os parentes, os colegas de trabalho, da academia e do inglês, quem nos tirou no amigo-secreto, quem nos viu no cinema.

Chamados para opinar, vão demonstrar uma intimidade surpreendente.

Não é paranoia, todos só estão esperando que eu faça algo realmente grande para confessar que me conheciam.

E pode ser agradável e pode ser nocivo, não importa, as maçãs podres partilham a cesta com as frutas sadias, o joio e o trigo são irmãos gêmeos, a maldade e a bondade são mais parecidas entre si do que o amor e a amizade.

Diante de uma atitude boa, dirão que já sabiam que eu era sinônimo de retidão.

Diante de um fato ruim, também dirão que já sabiam que eu não prestava.

O sonho da maioria é desfraldar a faixa: “Eu já sabia, Galvão”.

O fofoqueiro deseja ser profeta, pretende dar a notícia em primeira mão seja lá qual for e como for.

Os conhecidos guardam meus antecedentes negativos e positivos numa pastinha na área de trabalho do Windows, prontos para a impressão.

Ao me tornar santo, não será complicado encontrar testemunhas dos meus milagres. Citarão coisas inacreditáveis. Quando pulei o muro de três metros da Escola Imperatriz Leopoldina aos 11 anos e fui suspenso, avisarão que nada me aconteceu porque meu corpo é protegido pelo Nosso Senhor Jesus e que a direção me castigava injustamente e não compreendia meu dom.

Ao me tornar louco, comentarão que o mesmo pulo já dava provas da possessão do demônio, que meu apelido Chuck indicava a liderança negativa na turma, que merecia expulsão da diretora.

De um lado da moeda, a santidade. De outro, a ausência de sanidade. Em ambos, a mesma efígie.

Somos influenciáveis. Há a ânsia em definir o próximo para nos poupar da encrenca de assumir as próprias ambiguidades.

Em caso de me converter num herói salvando criança de atropelamento, a opinião pública tecerá elogios de minha conduta familiar. Lembrará do amor incondicional aos filhos.

Na hipótese de atropelar alguém, o público me enxergará como uma máquina mortífera desde a infância. Desde quando andava de triciclo e amassava formigas. Puxarão os pontos da carteira de habilitação, e o zelador do meu prédio, Carlos, descreverá minhas dificuldades para tirar o carro de ré.

Teremos sempre gente nos condenando. Viver é uma execução sumária.

Certo que, um dia, termino no paredão.

Pelo menos, vou pintando os muros de meu fim. Verdes de esperança.

Mas não faltará amigo supondo que isso é ironia.


segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Reaprovamento de uma Porta - 03



Tampei os furos com Dureplox (a superfície deve estar limpa e sem poeira). Depois de pronto o serviço deixe secar no Mínimo 04 horas. Eu deixo de um dia para o outro. Pois estou fazendo este serviço nas minhas horas vagas. Lixe com uma lixa fina igualando as superfícies.
Depois aplique zarcão para igualar a pintura.

Primeira demão de zarcão.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Na minha Casa vai Ter

Estou inaugurando uma coluna chamada :
Na minha Casa Vai Ter.
Com tudo de bom que eu desejo para minha casa.
Seja ela onde for . . .









http://revistacasaejardim.globo.com

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Reaproveitando Uma Porta - 02

                                             E Lixa...Lixa... Lixa ...
Massa Plástica ou  Dureplox













Óleo para lubrificar as dobradiças














Fiz um Pequeno Teste co o Dureplox e deu certo.
Tamparei os furos amanhã.


Achei meia lata de Zarção.
Ainda está na validade.
Estou testando. Vamos ver manhã.
Quero passar duas a três demãos.
Estou pintando os vidros também já que a porta será destinada ao banheiro.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Reaproveitando Uma Porta

Ganhei uma porta usada do meu pai.
E vou reaproveita-lá.



Superfícies enferrujadas: 

1. Remover totalmente a ferrugem, usando lixa ou escova de aço. 
2. Aplicar uma demão de Zarcão Universal e dar acabamento.

A durabilidade da pintura, depende de uma correta preparação e aplicação da tinta sobre o aço.
As estruturas metálicas, que não receberam uma camada protetora de pintura, necessitam de um pré-acabamento, que as deixem em perfeitas condições para receberem a aplicação de tinta.
Mesmo que elas tenham recebido uma aplicação de tinta de fundo, elas necessitarão de uma correta limpeza, para que haja a perfeita ancoragem da pintura final.

- Etapa por etapa.

 

Faz-se um exame minucioso em toda a sua superfície para diagnosticar se há produtos contaminantes nas áreas que serão pintadas. No caso de contaminação por produtos gordurosos, sua remoção deverá ser feita com produtos específicos para esse fim.
Quando houver pontos de ferrugem e com carepa, inicialmente deve-se efetuar um escovamento com uma escova de aço.
Logo a seguir, realiza-se um lixamento até aparecer o branco do metal.
É de grande importância que se realize a pintura logo após ter sido feita a limpeza e não, limpar num dia e pintar no outro, principalmente na região do mar, porque o ar salino inicia imediatamente a corrosão do aço.
Mesmo longe desse tipo área, deve-se proceder da mesma forma. Isso garantirá uma plena aderência da tinta sobre o aço.
Peca-se muito em considerar a pintura uma atividade muito fácil de ser executada. 
As pessoas devem proteger-se muito bem contra os resíduos das tintas e prepará-las com muito cuidado para posterior aplicação;
regular os equipamentos de pintura, para ter o mínimo de desperdício de tinta;
realizar uma pintura sem escorrimentos e sem falta de tinta; 
executar uma limpeza nos equipamentos de tal forma, que garanta seu pleno funcionamento no dia seguinte.
Se não tiverem uma certa dose de cuidados de organização e de limpeza, provavelmente haverá comprometimento na qualidade da tinta preparada e aplicada, como também danos nos equipamentos utilizados.

- Preparação das Tintas

 

Ao iniciar a preparação das tintas, deve-se ter o cuidado de homogeneizar o conteúdo da lata demoradamente, para em seguida, acrescentar os demais componentes.
Se forem tintas bicomponentes, deverá haver muito cuidado no agitamento para que o catalizador e a tinta fiquem uniformemente misturados para que ela proporcione a proteção almejada para o aço.
Na preparação de tintas, sejam elas monocomponentes (somente diluídas) ou bicomponentes (catalizadas), não deverá haver pressa. O agitamento deverá ser feito demoradamente, para que se tenha uma tinta adequadamente preparada.
Se a tinta tiver sido preparada conforme recomendações técnicas, e o equipamento estiver funcionando corretamente, só poderá haver problemas de aderência da tinta, se a superfície não estiver adequadamente limpa ou se houver umidade no aço.
O aço também não deve ser pintado com sua superfície muito aquecida pelo sol. Isso causará bolhas na tinta aplicada.
Na preparação da tinta (catálise), os percentuais de mistura desses dois componentes devem ser rigorosamente executados, conforme orientação do boletim técnico que acompanha o produto.
Se essas misturas forem feitas em percentuais diferenciados do que é recomendado, poderá haver pouca ou excessiva dureza final da película curada, tendo como conseqüência, a fragilidade da película aplicada e o início da ferrugem do aço.
Para todas as tintas catalisadas, há um tempo de vida útil de sua mistura a 25ºC. 
A exposição da tinta ou do equipamento ao sol, causará uma reação muito rápida na catálise do produto, que poderá provocar o entupimento da mangueira e a perda na qualidade da tinta aplicada.
Tanto a tinta como o equipamento, devem ficar abrigados em lugar que haja sombra.
fonte: Senai/Cetemo

Tinta Zarcão

Primer de excelente poder anticorrosivo e elevada resistência ao atrito e à ação das intempéries. Fácil de aplicar e tem secagem rápida. 
Possui ótima cobertura, rendimento, alastramento, flexibilidade, aderência e dureza.
Indicado como fundo anticorrosivo na pintura externa e interna de superfícies metálicas do tipo ferrosas, tais como: portões, tubulações, grades, condutores, etc.

- Aplicação: Metais
- Método de aplicação: Aplicar 2 demãos, cruzando as passadas, com intervalos de 8 a 12 horas.
Utilizar pincel ou trincha de cerdas macias, rolo de espuma ou do tipo pêlo baixo para epóxi ou pistola convencional.
Por ser um primer anticorrosivo e uma tinta de fundo, o Zarcão necessita que sobre ele sejam aplicados produtos de acabamento, completando assim o sistema de pintura.
- Diluição: com aguarrás - 10%
- Demãos: Uma a duas, com intervalo de 12 horas
- Secagem: Ao toque 4 horas - Final 24 horas


Enquanto Isto na Obra









domingo, 1 de janeiro de 2012

Encontros Final de Ano

"A amizade é um amor que nunca morre."
Emily e Etty
 
Etty e Emily
 
Nice e Etty
 
Mônica
"Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos."

@ @ @
O dia que personifiquei uma africana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...